MetaMask enhances security and improves transaction prices

MetaMask improves gas usage and wallet security.

A new desktop extension is launched for Microsoft Edge.

Fake phishing sites pay Google for ads

MetaMask, the wallet and browser extension for cryptocurrency, is busy strengthening its security as hacks and exploitations continue to plague the industry.

In its latest monthly report, MetaMask detailed the ongoing efforts to improve the platform for its users and increase security. There are a few changes that dApp developers should be aware of, but these will not affect users.

The wallet provider has developed “LavaMoat”, a set of tools for generating dApp packages with enhanced security in the form of Secure EcmaScript (SES) containers. He added that every version of the MetaMask extension from version 8.0.6 deploys an SES.

This toughens all of our code and dramatically reduces the number of ways a malicious dependency can compromise a user’s wallet. In short, your wallet is more secure than ever!

In addition to the Chrome, Firefox, and Brave desktop browser extensions, MetaMask has now launched one for Windows Edge users.

MetaMask: the cost of gas for transactions

The report adds that it has changed the way these transaction fees are calculated. This should allow for more consistency in the transaction fees shown on the confirmation screen, in addition to a general increase in the speed of transactions.

To do this, we launched an advanced Ethereum Gas Estimation API, first in our Swap function and then for all MetaMask transactions .

The application’s programming interface combines several gas estimation services to provide optimal gas estimations.

The average price of transactions on the Ethereum network is higher than it has been for most of November – currently at $ 2.45 according to BitInfoCharts . It peaked at $ 5 on November 26, when activity picked up for the various DeFi protocols.

In early October, BeInCrypto reported that MetaMask had started token exchanges to save fees.

A relação de Bitcoin com o ouro é mais complicada do que parece

Crypto Long & Short: A relação de Bitcoin com o ouro é mais complicada do que parece

No início desta semana, o JPMorgan publicou uma nota de estratégia de mercados globais que aponta que o dinheiro saiu do ouro e entrou no bitcoin desde outubro, e prevê que esta tendência continuará a médio e longo prazo.

A conclusão fácil é que os investidores estão finalmente entendendo que o bitcoin (BTC, +0,02%) é uma reserva futura de valor superior ao ouro, e estão girando de um e para o outro.

Não estou convencido de que seja isso o que estamos vendo. Concordo com os analistas, no entanto, que o influxo para BitQT o bitcoin continuará a aumentar, mas não porque os investidores estão mudando de idéia. Há algo mais acontecendo.

Os principais ETFs de ouro estão perdendo fundos – isso é verdade. A SPDR Gold Shares (GLD) e a iShares Gold Trust (IAU) tiveram fluxos de mais de US$ 4,4 bilhões só no último mês, de acordo com a FactSet. O Grayscale Bitcoin Trust, entretanto, que negocia sob o símbolo GBTC e é administrado pela Grayscale (de propriedade da DCG, também controladora da CoinDesk), viu influxos de mais de $1 bilhão de dólares no mesmo período, de acordo com os últimos arquivos 8-K.
Assine a Crypto Long & Short, nossa newsletter semanal sobre investimento.
Ao se inscrever, você receberá e-mails sobre os produtos CoinDesk e concorda com nossos termos e condições e política de privacidade.

Mas as duas tendências não estão necessariamente correlacionadas

Além disso, os últimos movimentos vêm depois de alguns meses de sucesso fenomenal – desde o início de 2020, GLD e IAU viram influxos de mais de 25 bilhões de dólares, marcando o ano mais forte para influxos na última década. Mesmo com as últimas saídas, tem sido um ano muito bom para os fundos de ouro.

O preço do ouro respondeu, apresentando um desempenho de 35% entre 1º de janeiro e seu pico em agosto. O que poderíamos estar vendo é um simples reequilíbrio à medida que os investidores bloqueiam os lucros para reinvestir em outros lugares.

Acrescente-se a isso uma mudança no sentimento de afastamento do risco, já que os investidores vêem menos necessidade de investimentos de „porto seguro“ dadas as notícias positivas sobre vacinas e o potencial de forte crescimento no próximo ano, sem mencionar a confiança de que o Fed dos EUA manterá os mercados felizes, e você tem uma mudança sem surpresas em relação ao ouro. Isso não significa que as instituições estejam substituindo suas posições por bitcoin.

Crescendo a confiança

Sabemos, no entanto, que as instituições estão se interessando e um número crescente está se tornando ativo no mercado criptográfico. Estas instituições não são, no entanto, os únicos motores do fluxo de bitcoin.

O GBTC trust mencionado acima só está disponível após a emissão para investidores credenciados, que podem vender no mercado OTC após um período de seis meses de bloqueio. O preço listado carrega um prêmio para o valor subjacente, o que representa a força da demanda de varejo pela exposição do bitcoin. No que é conhecido no mercado como „premium trade“, os investidores credenciados que vendem no mercado após o lock-up capturam tanto qualquer valorização do bitcoin quanto o prêmio, e freqüentemente reinvestem todo ou parte dos lucros em novas ações de confiança. Sem uma forte demanda de varejo, o prêmio do GBTC diminuiria.